As Virgens Eusebianas

O Bispo Santo Eusébio, fundou também o primeiro mosteiro feminino em Ocidente, próximo à Catedral. As virgens eusebianas tiveram assim sua própria habitação disposta de maneira que sem sair de sua casa, podiam acompanhar as celebrações litúrgicas que se celebravam na Catedral.

A tradição indica na irmã de Eusébio, de nome Eusébia, a primeira superiora do mosteiro, e o antigo rito eusebiano contempla sua comemoração no dia 15 de outubro.

A existência das virgens consagradas no tempo de Eusébio está documentada por alguns escritos do próprio Eusébio, em sua segunda carta escrita em Scitópoli, às “Santas Irmãs” de Vercelli e às “Santas Virgens” que partilharam a perseguição à causa da fé.

A mais antiga memória das monjas, chegada até hoje, se encontra numa pequena lápide dedicada à Zenóbia, consagrada a Deus e morta na idade de 65 anos em 24 de dezembro de 471, exatamente 100 anos depois da morte do Fundador. Se Zenóbia se consagrou à Deus na adolescência pôde ser educada pelas discípulas do mesmo Eusébio. Conserva-se todavia, o texto de uma antiga inscrição dedicada à monjas eusebianas que viveram nos séculos V e VI, a jovem Maria e quatro irmãs: Licinia, Leoncia, Ampélia e Flávia, mortas e consideradas santas; como também as duas irmãs Esupéria e Constanza.

São Jerônimo, escrevendo a Inocêncio no ano de 370, conta de uma mulher condenada a morte pelo governador de Vercelli. Dada como morta, durante a sepultura reviveu e foi confiada ao cuidado de algumas virgens que a acolheram e cuidaram dela em sua casa na roça até sua completa recuperação. Este é um testemunho precioso que documenta a diaconia da caridade das virgens eusebianas.

Desde a metade do século VI desaparecem as notícias desta instituição e este silêncio deve-se às invasões dos Longobardos na Itália.

A única Congregação religiosa que hoje explicitamente inspira-se a Santo Eusébio de Vercelli é aquela das Irmãs Filhas de Santo Eusébio, fundada em 1899, por Padre Dário Bognetti e Madre Eusébia Arrigoni, para o serviço eclesial da caridade, com particular atenção aos últimos e sofridos.

Leia também